Novo Sistema de Incentivos à Inovação no Portugal 2020
O novo Sistema de Incentivos À Inovação no Portugal 2020, no quadro da sua reprogramação, foi explicado no Porto, no dia 10 de Dezembro de 2018, pelo Presidente do Compete, Dr. Jaime Andrez, perante uma plateia de Empresários, Associações Empresariais e Instituições bancárias.
A diferença mais significativa entre o anterior sistema de incentivos, que agora encerra, e o novo sistema consiste nos seguintes aspetos mais significativos:
Reforço da dotação;
Maior alavancagem dos fundos Europeus e Estruturais do Investimento, substituindo-os parcialmente por fundos alocados pelos bancos;
Concessão de incentivo não reembolsável, independentemente do alcance de metas ou objetivos;
Crédito bancário garantido e bonificado;
As taxas de financiamento previstas, são as seguintes:
• Empresas não PME – 15%
• Médias Empresas-35%
• Micro e Pequenas Empresas – 45%
As majorações vão privilegiar os territórios de baixa densidade (10 p.p) e a prioridade de projetos orientados para as politicas setoriais (10 p.p), Criação de emprego qualificado (5 p.p) e capitalização das PME (5 p.p);
O Presidente do IAPMEI, Nuno Mangas, realçou que o maior volume de candidaturas registadas no âmbito do anterior Sistema de Incentivos se concentrou no Norte e Centro do país, correspondente a cerca de 85% dos projetos.
Das 17.000 candidaturas que deram entrada, apenas 6.400 projetos foram aprovados. Por este motivo realçou a necessidade de rigor na apresentação das candidaturas, no âmbito dos novos sistema de incentivos, como por exemplo, nos seguintes aspetos: - coerência das candidaturas, no que concerne à apresentação de ações e objetivos claros, realistas, coerentes com a estratégia e objetivos da empresa. O carater inovador do projeto deve estar bem clarificado.
Para mais informações, deverá consultar
Phone:

+351 961 720 183

Follow us on social networks!

Portugall IN 2017 © All rights reserved.